Prefeito Liba ignora mortes, crise da saúde no Estado e a consciência dos próprios pais dos alunos. Quantas mortes mais serão necessárias?

postado em: Notícias | 0

Navegantes foi o município com o maior número de mortes de servidores e profissionais da Educação na base territorial do Sindifoz desde que as aulas presenciais retornaram em 2021: cinco, no total. No momento, são três diretoras escolares internadas com covid-19, dezenas de casos de afastamentos de servidores com teste positivo ou sintomas, além de alunos também infectados, levando o vírus para os seus lares. Motivo para que a prefeitura tomasse alguma atitude e incentivasse as próprias famílias a evitarem o ensino presencial antes da vacinação dos professores, correto? Não para o prefeito Liba.

Sem nenhuma consciência do estado crítico em que ainda vivemos na região e no Estado em função do coronavírus, no mês em que o Brasil registrou o maior número de mortes por covid-19 desde o início da pandemia, o prefeito demonstra total falta de conhecimento da realidade da cidade que foi eleito para governar ao publicar em seu instagram um texto pedindo que as famílias visitem as escolas e levem seus filhos de volta à aula presencial na rede municipal.

Oras, senhor prefeito. Se as famílias dos alunos têm consciência de que o momento é de resguardar o seu bem mais precioso, que é a vida, tendo em vista a crescente de casos nas escolas e as mortes que já ocorreram, onde está a sua? Os pais não se sentem seguros para levar seus filhos para as escolas porque nelas ainda não há um ambiente seguro.

Se fosse seguro, não haveria tantos casos de covid-19 relacionados a comunidade escolar em tão pouco tempo, independente do Plancon ou não, que o senhor alega estar funcionando nas suas visitas às unidades. Até porque o próprio Plancon é falho e não prevê situação corriqueiras do dia a dia de uma creche, por exemplo, em que o contato é inevitável. Os dados de infecções e mortes são a maior prova disso.

A aula presencial só voltará a ser segura a partir da vacinação dos profissionais da Educação. Até que isso aconteça, o ensino remoto ainda é a melhor opção. Os pais estão tomando uma decisão pela vida dos seus filhos e da própria família, e também em respeito aos profissionais da Educação que estão expostos nas escolas. Por isso a baixa adesão das aulas presenciais e, por isso, o senhor deveria ser o primeiro a reduzir ao máximo a quantidade de servidores nas escolas e priorizar o ensino remoto.

Pelo contrário, o prefeito Liba opta por ir na contramão dos números, na contramão da ciência, e desafia o próprio vírus a continuar atingindo mais e mais famílias do município como se nada estivesse acontecendo à sua volta.